Tília é indicada para os nervos, coração e muito mais; veja aqui

Dependendo do lugar no qual cresce, a Tília tem características diferentes, como altura e largura de seu tronco. O que não muda são os benefícios que ela pode proporcionar à nossa saúde. Um deles é a possibilidade de regular os aparelhos digestivo e cardiovascular. Confira o post até o fim e descubra!

Na Europa, a planta chega aos incríveis 30 metros. Na Finlândia, alcança 25 m de altura com 1 m de diâmetro. Cultivada em locais abertos, apresenta tronco curto e espesso; em áreas fechadas das florestas, a Tília é muito alta e ereta. Caraterísticas à parte, a planta é rica em propriedades, a maioria delas encontrada em seu chá. Conheça as principais:

  • Adstringente
  • Analgésica
  • Antidepressiva
  • Antiespasmódica
  • Antioxidante
  • Calmante
  • Diaforética
  • Digestiva
  • Diurética
  • Emoliente
  • Expectorante
  • Febrífuga
  • Revigorante
  • Tônica

Entre os benefícios e indicações, o combate aos radicais livres merece destaque, pois é importante na prevenção de doenças e do envelhecimento precoce. Os efeitos dos radicais afetam nossas células e estão associados inclusive ao surgimento do câncer.

A Tília contém boa quantidade de antioxidantes, incluindo a quercitina e o kaempferol, que agem como removedores de radicais livres do organismo.

A planta ainda conta com ação desintoxicante. Sua propriedade diaforética promove a transpiração, um resultado atribuído ao componente conhecido como ácido p-cumárico.

Este ácido favorece a sudorese, ajudando a eliminar impurezas do corpo, além de excesso de líquidos e sal, entre outros elementos indesejáveis. A transpiração também é relevante quando há febre, uma vez que ajuda a baixá-la mais rapidamente.

Tília: receita de chá e advertências sobre seu uso

Com nome científico Tilia Cordata Mill, a planta é encontrada em feiras livres, alguns mercados, farmácias de manipulação e lojas de produtos naturais.

Flores, folhas e frutos da Tília são empregados no preparo de chás variados. Uma receita disponível na web diz o seguinte:

1. Coloque 2 Colheres (sopa) de Tília picada em 1 litro de água
2. Leve a mistura ao fogo até entrar em ebulição
3. Apague o fogo e tampe o recipiente
4. Deixe o preparo descansar durante 10 minutos
5. Coe o chá e beba, de preferência sem adoçar para não perder seus efeitos terapêuticos

O chá de Tília é, segundo tradições medicinais caseiras, recomendado para inúmeros males, entre eles os do coração.
Devido suas propriedades antiespasmódicas, a planta pode ser útil em situações como a tosse, aliviando as crises. Graças à ação adstringente, o vegetal possui indicação para combater resfriados.

A flor de Tília é considerada eficaz no relaxamento da musculatura digestiva, sendo sua infusão empregada em dores e inflamações no estômago, e problemas na vesícula.

Conhecida também como texa, tejo, teja ou tilha, a planta é usada ainda em quadros de estresse, tensão nervosa, ansiedade, sintomas brandos de depressão, dor de cabeça, cansaço físico ou mental. Isso ocorre em função das propriedades calmante, relaxante e revigorante da erva medicinal.

Em relação aos resultados no sistema nervoso, a planta pode ser especialmente benéfica às pessoas que sofrem dificuldades para dormir e, ainda, para quem apresenta mudanças de humor e estresse crônico.

Outras aplicações populares da Tília: pressão alta, catarro, bronquite, má digestão, dispepsia, epilepsia, sarampo, infecções na pele e espasmos.

Atenção: este post tem função de informar. Não substitui consulta e prescrições médicas. Plantas medicinais podem ter contraindicações e interações medicamentosas. Consulte sempre um naturopata ou fitoterapeuta e seu médico antes de começar qualquer tratamento.

Quanto às contraindicações, gestantes, lactantes e pessoas que tomam remédios para tratamento de doenças crônicas não devem consumir a teja.

Mesmo quando prescrita por um especialista, a qualquer sinal de reação alérgica, a Tília deve ser suspensa imediatamente. E mais: a planta não deve ser utilizada por muito tempo. Evite a automedicação. Ela pode ser perigosa até com plantas e ervas medicinais como a Tília.

Cuide-se!

Até o próximo post…

Leave a Reply