Serpão ou tomilho selvagem: tempero, remédio e até planta ornamental

Você já ouviu falar do serpil, serpol ou serpilho? Todos são apelidos do Serpão, uma planta utilizada como remédio caseiro para problemas na menstruação e diarreia, entre outros que você vai conhecer hoje. Vem comigo!

Além dos exemplos acima, o Serpão costuma ser procurado também auxiliar no tratamento de artrite, dores reumáticas, espasmos, asma, bronquite, males no estômago, fadiga, obstipação, queda de cabelo, epilepsia e tosse.

Suas propriedades principais são: digestiva, diurética, expectorante, antibiótica, antisséptica, carminativa, tônica, antiespasmódica, cicatrizante, sedativa e vermífuga. Para obtê-las, a parte mais utilizada do Serpão é a folha.

Em geral, o chá é preparado com 1 colher (sopa) da erva para cada xícara de água fervente, deixando a infusão descansar por 10 minutos e coando para finalizar a receita. É uma indicação encontrada na internet. O ideal é contar com ajuda especializada para prescrição de tratamentos.

Outra forma de aproveitamento do serpilho é o óleo essencial extraído de suas folhas e flores, muito empregado na indústria de perfumes. As inflorescências também são utilizadas para afastar traças das roupas.

O nome científico do Serpão é Thymus serpyllum. A planta pode ser encontrada em lojas (físicas e virtuais) de produtos naturais, farmácias de manipulação e feiras livres. Uma espécie com propriedades curativas e que serve de condimento para alimentos cozidos ou ingrediente de saladas.

No aspecto medicinal, o serpil tem destaque na propriedade antisséptica, que pode beneficiar especialmente o sistema digestivo, incluindo combate a afecções na boca. Também é muito comum enquanto remédio caseiro contra bronquite, entre outras enfermidades respiratórias, graças à ação expectorante.

Com base no uso popular, tudo indica que o Serpão é especialmente positivo no alívio de cólicas, dores reumáticas e menstruais, ressaca e tosse, além de ajudar no tratamento do alcoolismo e feridas externas.

Atenção: este post tem função de informar. Não substitui consulta e prescrições médicas. Plantas medicinais podem ter contraindicações e interações medicamentosas. Consulte sempre um naturopata ou fitoterapeuta e seu médico antes de começar qualquer tratamento.

O Serpão é contraindicado para gestantes, lactantes, crianças menores de 6 anos e pessoas que sofrem de alergias respiratórias, colite, doença de Crohn, epilepsia, gastrite, síndrome do intestino irritável, mal de Parkinson e outros problemas neurológicos, males no fígado e úlceras gástricas.

Serpão: características e dicas para plantar em casa

Da família das Labiadas (Labiate), o Serpão é uma espécie de tomilho selvagem – e por isso também leva este nome, além de tomilho Serpão. Originário da Europa, é uma erva aromática normalmente rasteira, embora possa crescer até cerca de 30 cm de altura.

Muitos não conhecem o Serpão no Brasil; outros o confundem com o tomilho. Fora seus benefícios medicinais, serve para condimentar carnes, principalmente cabrito. E a infusão de suas folhas, como já destaquei, fornece um chá potencialmente curativo, considerado por muitos apetitoso.

Sempre verdejante, o Thymus serpyllum floresce na primavera e é resistente ao frio. Trata-se de uma planta bastante atraente de insetos polinizadores, e muito comum na ornamentação e jardins rochosos.

Depois de tudo o que falei aqui neste artigo, se você ficou com vontade de cultivar o Serpão, saiba que ele prefere solos arenosos e meios argilosos, com boa drenagem – vale a pena até colocar cascalho por perto para evitar ensopar o solo.

A planta tolera pH ácido, neutro ou alcalino. E precisa de ambiente seco ou úmido, mas sempre com exposição solar considerável, uma vez que não cresce bem à sombra.

Agora que você conhece propriedades medicinais, usos culinários e características do Serpão, que tal ter um pé dele em casa para temperar seus alimentos e sua saúde, e ainda enfeitar seu ambiente? Aproveite a sugestão de erva de hoje e tenha mais sabor e bem-estar ao alcance da sua mão!

Até o próximo post!

Leave a Reply