Picão: conheça seus 8 usos principais, aqui neste post!

Picão é um dos nomes populares da Bidens pilosa, uma erva com propriedades anti-inflamatória, diurética, antidiabética, antisséptica, antioxidante, antiespasmódica e hepatoprotetora. Mas o que será que tudo isso significa? Descubra agora mesmo!

O Picão é encontrado facilmente na América do Sul, Caribe, África e Filipinas, seja com este nome principal ou diversos outros, entre os quais estão carrapicho agulha, carrapicho, picão-preto, carrapicho picão, erva-picão, pica-pica, amor de mulher, piolho-de-padre, macela-do-campo, guambu ou gariofilata.

O chá de Picão é utilizado em busca de benefícios como:

1.Ação antioxidante – a ingestão de alimentos e bebidas com poder antioxidante é importante para combater os efeitos dos radicais livres em nosso corpo. Estes, por sua vez, estão ligados a danos celulares, influenciando o surgimento de doenças (inclusive o câncer) e, ainda, o envelhecimento precoce da pele.

2. Tratamento de úlceras, hemorroidas e picada de insetos – para isso, há uma versão mais concentrada do chá de Picão, podendo ser utilizada como auxiliar na recuperação da pele que sofre com irritações e assaduras resultantes de picadas de insetos, por exemplo.

Outra opção é a compressa feita com a bebida, cuja aplicação costuma ser útil em úlceras na pele e hemorroidas. Normalmente, ela é feita com chá morno e coado, com ajuda de um pano molhado na bebida.

3. Ajudar no tratamento da icterícia – a erva é validada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) como remédio natural capaz de integrar o tratamento da icterícia.

A doença é provocada pelo aumento da bilirrubina, produzida com a desintegração dos glóbulos vermelhos, formando um pigmento amarelo presente no sangue e nas fezes. Com isso, a pessoa apresenta coloração amarela na pele, membranas mucosas ou olhos.

4. Auxiliar na proteção ao fígado – o Picão oferece propriedades hepatoprotetoras, ou seja, pode atuar na proteção do fígado, auxiliando na desintoxicação e no equilíbrio do órgão.

5. Combater inchaço – a planta medicinal Bidens pilosa dispõe de ação diurética, favorecendo a eliminação de água do organismo através da urina. Esta propriedade permite aliviar desconfortos como a retenção de líquido e o inchaço corporal. Mas não é bom exagerar na dose, pois o abuso do chá de Picão pode desidratar.

6. Controlar pressão arterial – há indícios de que o chá de Picão pode ajudar no controle da pressão sem levar a mudanças na urina ou coração. No entanto, pessoas com problemas de pressão, em especial, não devem fazer uso da bebida sem consultar o médico antes.

7. Reduzir o nível de açúcar no sangue – conhecida como hipoglicemiante, a planta tende a provocar diminuição na quantidade de açúcar no sangue. Porém, mesmo que isso possa parecer extremamente vantajoso para quem sofre com descontrole nas taxas de glicose – como ocorre na diabetes -, é essencial consultar um médico antes de consumir a erva.

Lembrando que, se uma pessoa já toma medicamentos para reduzir os níveis sanguíneos de açúcar, o chá de Picão poderá levar à queda exagerada das taxas.

E mais: tal quadro costuma provocar problemas como confusão mental, dificuldade para executar as tarefas do cotidiano, perda de consciência, convulsão, tremores, ansiedade, palpitação, suor frio, formigamento em torno da boca, fome excessiva e até coma.

É um exemplo da consequência da interação medicamentosa, da qual sempre falo aqui no blog. Por isso, cuidado!

8. Colaborar com a saúde respiratória – uma das indicações do chá de Picão é a promoção da limpeza dos seios nasais, além de higienizar as vias aéreas congestionadas e auxiliar no controle da tosse persistente, que não vai embora mesmo depois de a gripe ter chegado ao fim.

Atenção: este post tem função de informar. Plantas medicinais podem ter contraindicações e interações medicamentosas. Consulte sempre um especialista naturopata ou fitoterapeuta e seu médico antes de começar qualquer tratamento. Toda planta ou erva medicinal pode trazer em sua composição substâncias químicas com potenciais alergênico, inflamatório e intoxicante.

Converse com seu médico e aproveite os recursos naturais como o Picão para ter mais saúde.

Até breve!

Leave a Reply