Erva-de-nossa-senhora: benefícios medicinais e uso em peças religiosas

Uma das utilidades da Erva-de-nossa-senhora é agir como remédio caseiro para males dos rins. Além de seus usos terapêuticos, a planta ainda serve para confeccionar rosários, entre outros itens. Descubra agora mesmo os detalhes de tudo isso!

Pertencente à família das Poaceae, a espécie conhecida como lágrima-de-nossa-senhora é nativa da América do Sul e muito comum em todo o Brasil.

Seu apelido inusitado é um dos motivos da fama, mas ela é associada também à produção de guias de santo e demais peças religiosas. O que é feito por meio do aproveitamento das sementes da Erva-de-nossa-senhora.

Dependendo do lugar no qual é encontrada, a planta recebe apelidos como lágrimas de São Pedro, capiá, lágrimas de Cristo, capim-de-nossa-senhora, capim-miçanga, capim-de-contas, lágrimas-de-jó, capim-rosário e conta de lágrima.

E tem mais nomes: parietária, tititana, alfava de cobra, parietaira (espanhol), pelliotory e pellitory-of-the-wall (inglês), pariétaire (frânces); erba vetriola, erba dei muri, pan mol, vedragin, perducia, gambarussa, lavagoti, urceola, marajola, muraiola, perfora muraglie, erba corona e spaccapietre.

Os princípios ativos do capim-de-nossa-senhora são: leucina, lisina, histidina, mirístico, betacaroteno, coixol, arginina, ácidos graxos, sais minerais e proteínas.

Por causa deles, o chá de Erva-de-nossa-senhora é considerado: adstringente, antiartrítico, anti-inflamatório, antirreumático, depurativo, diurética, emoliente, estimulante intelectual, expectorante, laxativo, refrescante e vulnerário.

Erva-de-nossa-senhora: receitas e outras ações medicinais

Mas o fato é que o chá desta erva é procurado pelos adeptos da medicina caseira para tratar problemas como gastrite, ou seja, a inflamação na mucosa do estômago, que tanto incomoda pessoas de idades distintas.

Lembrando que a doença apresenta diversas causas, sendo a inflamação crônica associada à presença da bactéria Helicobacter pylori no estômago; enquanto a gastrite aguda geralmente ocorre em momentos de estresse intenso, uso de algum medicamento ou alimento.

Uma receita de chá de Erva-de-nossa-senhora encontrada na internet sugere o preparo da bebida com 2 colheres (sopa) da planta e 1 litro de água. E que, depois de alcançar a fervura dos dois ingredientes juntos, o líquido deve ficar no fogo por mais 10 minutos.

Em seguida, o fogo deve ser desligado, para que a mistura permaneça descansando, tampada, durante mais 10 minutos. Para finalizar, é só coar o chá e ele está pronto para consumo.

Outra ideia é usar uma pequena porção das sementes tostadas da planta em 200 ml de água filtrada. Após o líquido entrar em ebulição, o fogo deve ser desligado. É hora de colocar as sementes e deixar a mistura descansar por alguns minutos, tampada. Depois, a dica é usar uma peneira para retirar a erva e o chá está pronto para ser ingerido.

Mais formas de aproveitar o capim-miçanga são o pó, tintura e cataplasmas. O pó das folhas torradas geralmente é aplicado em feridas, isto é, aproveitado para uso externo.

O capim-de-contas também é uma opção ornamental, graças à exuberância exótica de suas folhas, rizoma e sementes. Bastante difundida pelos caboclos, a planta oferece indicações medicinais específicas que variam de acordo com cada parte do vegetal. Mais uma razão para buscar ajuda profissional antes de utilizar a erva-de-nossa-senhora como remédio, certo?

No geral, o capim-rosário pode ser utilizado no tratamento de:

  • Abcesso pulmonar
  • Acrodinia
  • Afecções catarrais
  • Apendicite
  • Beribéri
  • Disúria
  • Edema
  • Enterite crônica
  • Espasmos musculares e bronquiais
  • Excitação nervosa
  • Febre
  • Hiperglicemia
  • Inchaço
  • Litíases urinárias
  • Lombalgia
  • Males dos rins
  • Pneumonia lombar
  • Reumatismo

Atenção: este post tem função de informar. Não substitui consulta e prescrições médicas. Plantas medicinais podem ter contraindicações e interações medicamentosas. Consulte sempre um naturopata ou fitoterapeuta e seu médico antes de começar qualquer tratamento.

Importante: a lágrima-de-nossa-senhora é contraindicada para gestantes, lactantes e crianças pequenas. Para outras advertências e/ou restrições, consulte um profissional capacitado.

O uso prolongado da planta também não é recomendado, pois tende a provocar reações adversas, entre as quais a depressão respiratória. Dependendo da intensidade deste problema, ele pode levar à paralisia motora ou até à morte.

Cuide-se!

Até o próximo artigo…

Leave a Reply