Copaíba: óleo é medicinal e aliado da beleza; saiba mais

Em vez das sementes, como na maioria dos vegetais, é do caule da Copaíba que se extrai óleo. É um tipo de resina produto da desintoxicação da planta e que age como defesa contra micro-organismos e animais. Descubra tudo isso e muito mais no artigo de hoje!

A Copaíba é uma árvore nativa da América Latina e África que vive cerca de 400 anos, sendo encontrada por aqui principalmente na região amazônica. É chamada também de óleo de copaíba, copaibeira e pau-de-óleo. Seu porte é grande, chega às vezes aos 40 metros de altura e 4 m de diâmetro.

A copaibeira fornece frutos, sementes muito ricas em gorduras, pretas ovaladas, com pequena porção amarela. Mas o produto mais utilizado dela é o óleo, extraído do tronco para fins medicinais e cosméticos. Ele apresenta funções cicatrizante, antibiótica e anti-inflamatória.

Na verdade, existem aproximadamente 35 espécies de Copaifera (nome da classificação científica da Copaíba). A maioria é encontrada em partes variadas de florestas tropicais sul-americanas, especialmente no Brasil, Peru, Argentina, Venezuela, Colômbia, Guiana e Bolívia.

Nas lojas de produtos naturais e farmácias, a resina de Copaíba é vendida em cápsulas de gel, normalmente recomendadas para inflamações em geral, úlceras de estômago e até câncer.

As propriedades antibacterianas da planta, registradas desde 1960, podem servir de base para usos tradicionais populares da árvore como antisséptico natural em casos de infecções no aparelho urinário, problemas nas vias respiratórias superiores e dor de garganta. Diz-se também que a Copaíba possui ações diurética, laxante, estimulante e descongestionante.

Na aromaterapia, o óleo essencial Copaíba balsam costuma ser empregado no tratamento de desconforto digestivo, tumores malignos, febre, fibromialgia, doença de Crohn, incontinência urinária, distúrbios na imunidade, problemas de pele e dores diversas devido inflamação (artrite, costas, cabeça, lombar, pescoço, ciática).

Atenção: este post tem função de informar. Não substitui consulta e prescrições médicas. Óleos e plantas medicinais podem ter contraindicações e interações medicamentosas. Consulte sempre um naturopata ou fitoterapeuta e seu médico antes de começar qualquer tratamento.

Aviso: é recomendável sempre testar uma pequena quantidade de óleo essencial na pele – na parte interna do antebraço ou no pescoço – para testar possível sensibilidade ou reação alérgica. Gestantes só podem utilizar o óleo de Copaíba sob orientação médica. O produto não deve ser ingerido.

Copaíba: usos cosméticos

Além das funções medicinais, o pau-de-óleo é utilizado em perfumaria, sendo seu bálsamo apontado como boa e barata solução para fixar notas de base de perfumes naturais e, ainda, para ser misturada a outros produtos como óleos essenciais na aromatização de sabão e velas.

Há quem use o óleo de Copaíba na intenção de acabar com estrias, cicatrizes e celulites. Acredita-se que o produto seja capaz de reduzir manchas e marcas. A função clareadora seria potencializada com ajuda de outro óleo: o de rosa mosqueta.

Com propriedades emolientes, a resina de copaibeira auxilia na hidratação e maciez da epiderme, além de contribuir com a regeneração do colágeno, promovendo a elasticidade, a firmeza e o aspecto jovial da pele.

A indústria de cosméticos aproveita o vegetal para criar uma grande linha de xampus, condicionadores, máscaras e cremes hidratantes. Nos cabelos, o óleo colabora com o equilíbrio da oleosidade dos fios, ajuda no combate a micoses, caspa e seborreia do couro cabeludo. De quebra, promove a manutenção do brilho e da cor, principalmente dos cabelos tingidos.

É bom lembrar de procurar sempre boas fontes, para garantir a pureza e a qualidade de seus produtos naturais preferidos, ok? Fornecedores qualificados e orientação especializada nos tratamentos formam a combinação perfeita para obter o que há de melhor na natureza.

A Copaíba é uma planta cheia de benefícios, não é mesmo? Você já aproveitou algum deles? Deixe seu comentário! A gente se encontra aqui no próximo artigo como muito mais sobre ervas medicinais e suas propriedades incríveis.

Cuide-se!

Até breve…

Leave a Reply