Bacaba: fornece alimento nutritivo, óleo medicinal e muito mais; confira!

Bacaba, bacaba verdadeira e bacaba açu são nomes populares da Oenocarpus bacaba, uma palmeira nativa da Amazônia que fornece uma polpa parecida como o açaí. E tem muito mais sobre ela no post de hoje… Confira!

Trata-se da espécie da chamada Amazônia central que mais dá frutos, e que também pode ser encontrada na Colômbia e floresta do Pacífico. Apresenta cachos com cerca de 4 kg e frutos de cor vermelha à roxa pesando em média 3 gramas cada.

A polpa branca de Bacaba é cremosa e, embora menos popular do que a do açaí, serve até para fazer vinho ou suco. Diz-se que o vinho de Bacaba é ideal para ganhar peso com saúde, uma vez que é rico em calorias, proteínas e vitaminas.

O fruto de Oenocarpus bacaba é rico em flavonoides, entre outros fenóis naturais. Acredita-se que sua ingestão ajuda a regular os hormônios, aumentar as defesas do corpo, combater doenças cardiovasculares e câncer.

A boa quantidade de compostos fenólicos faz dos frutos de Bacaba aliados no tratamento de problemas como a diabetes, entre outros associados ao envelhecimento das células.

O alimento é ligado ao aumento da massa magra, graças ao alto teor de proteínas. E pode ser uma boa fonte de energia para atletas e esportistas, pois fornece cerca de 212 quilocalorias por 100 gramas, e 3,12 gramas de proteína.

Das sementes de bacaba verdadeiro, é possível extrair um óleo com propriedades emolientes, hidratantes; rico em ácidos graxos linoleico e oleico (insaturados).

Ainda por causa das substâncias fenólicas, o azeite vegetal é tido como poderoso antioxidante. O produto é considerado benéfico à pele, ajudando em sua nutrição e revitalização, além de combater rugas e o envelhecimento precoce. Também pode ser útil na manutenção da saúde e beleza dos cabelos.

A planta bacaba açu é usada para produzir um xarope contra tosse seca. E mais: suas fibras solúveis estão relacionadas ao equilíbrio dos níveis de colesterol no sangue, auxiliando na redução do LDL (ruim) e no aumento do HDL, o colesterol “do bem”.

Falando em fibras, elas ajudam a regular o trânsito intestinal, proporcionando melhor funcionamento do órgão e, portanto, favorecendo a saúde em diversos sentidos.

Atenção: este post tem função de informar. Não substitui consulta e prescrições médicas ou de um nutricionista. Consulte sempre profissionais especializados antes de fazer alterações significativas na sua dieta ou começar qualquer tratamento.

Bacaba: conheça melhor esta árvore cheia de propriedades e usos

Originária do Brasil, a Bacaba é encontrada principalmente no Pará, Goiás, Amazonas e Mato Grosso, na floresta pluvial. Apresenta flores amareladas, frutos em cachos e folhas distribuídas regularmente. A palmeira atinge até 20 metros de altura e 30 centímetros de diâmetro.

A árvore chama atenção logo à primeira vista por exibir dois cachos coloridos que pendem abaixo das folhas. Além de exuberante e exótica, essa palmeira típica da região amazônica possui diversas funções tanto na mata quanto para a população local.

Bacaba é uma fonte de energia na alimentação dos ribeirinhos. Dela, são obtidos palmito, amêndoa e polpa, e uma infinidade de produtos: azeite parecido com o de oliva, sorvetes, sucos, vinhos etc.

A polpa de bacaba verdadeiro é consumida in natura, com ou sem adição de açúcar. Um hábito comum é acrescentar farinha de tapioca, formando uma combinação que acompanha o açaí. Bacaba açu serve também para preparar molhos salgados, conferindo um toque especial aos pratos regionais.

Como se não bastassem todos estes motivos para dar grande valor à palmeira, ela é aproveitada na construção de casas, pois suas folhas servem para cobrir telhados. Sem falar no uso para arborização dos espaços e nos cabos para ferramentas, bengalas, lanças e outros utensílios feitos com a planta.

Hoje, você viu como uma espécie de palmeira muito presente no Norte do Brasil, além de versátil no dia a dia, possui interessantes aplicações medicinais, incluindo o combate à tosse. Então, já usou algum produto terapêutico à base de Bacaba ou experimentou sua polpa?

Deixe seu comentário! E até o próximo artigo… Espero você aqui!

Leave a Reply