Hoodia Gordonii: suplemento promete inibir o apetite

Hoodia Gordonii é uma planta que age como inibidor de apetite e, por isso, é procurada pelos que desejam emagrecer. Proibida no Brasil, é parecida com um cacto, e cresce naturalmente no deserto de Kalahari, na África. Conheça mais sobre ela agora mesmo!

O vegetal não contém cafeína e atua nas células nervosas de forma semelhante à da glicose: transmite sensação de saciedade, contribuindo com a redução da fome. Isso ocorre por causa de uma molécula encontrada na Hoodia Gordonii, chamada de P57.

Ultimamente, a popularidade do “cacto” como suplemento natural vem crescendo nos Estados Unidos e Europa porque usuários da Hoodia Gordonii afirmam que não tiveram reações desagradáveis como cansaço ou estresse ao consumir o produto. Lembrando que tais consequências são comuns em dietas de baixo teor calórico.

Os defensores da Hoodia Gordonii dizem que é possível reduzir em até 35% a ingestão de calorias dos alimentos, levando a uma perda de peso que varia de 2 a 4 kg nas duas primeiras semanas de uso do suplemento, aproximadamente.

Atenção: este post tem função de informar. Não substitui consulta e prescrições de um nutricionista. Suplementos alimentares podem ter contraindicações e devem ser ingeridos apenas com acompanhamento profissional.

Na verdade, muita gente está descobrindo agora o que os nativos africanos aproveitaram há bastante tempo. Eles mastigavam Hoodia Gordonii para amenizar a sede e saciar a fome durante longa jornada de caça.

A planta, atualmente, é protegida, isto é, só pode ser colhida por empresas licenciadas. O que significa que a produção em grande escala dela é algo difícil.

O composto responsável pelo efeito controlador do apetite foi patenteado em 1997 pelo Council for Scientific and Industrial Research (CSIR) sul-africano.

Em 2002, a tribo San recebeu o reconhecimento do Conselho Sul-Africano de Pesquisa Científica e Industrial (CSIR) como pioneira na descoberta das propriedades medicinais do vegetal, e passou a receber parte do lucro obtido pelos laboratórios detentores da patente.

Hoodia Gordonii: suplemento precisa de mais análises

Geralmente, é consumida na forma de cápsula ou comprimido. Embora a Hoodia esteja “na moda” como inibidor de apetite natural, é bom destacar que há relatos de estudos com resultados divergentes em relação à sua eficácia na perda de peso em longo prazo.

Em 2007, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) proibiu a manipulação de medicamentos à base de Hoodia Gordonii em todo o país. Brasil. Até a propaganda de qualquer produto produzido com não pode ser feita.

O Food and Drug o Administration (FDA), órgão dos Estados Unidos que regula alimentos e medicamentos, não aprovou a Hoodia por lá também.

É que não existem ainda pesquisas científicas suficientes para constatar tanto a eficácia quanto a segurança do produto. A utilização da Hoodia em casos de sobrepeso e obesidade é controversa; são necessários estudos mais consistentes para validar ou não sua real capacidade clínica.

O suplemento de Hoodia Gordonii não é, portanto, totalmente analisado. Mesmo que testes preliminares, como o realizado no Bucks County Clinical Research, em Morrisville, Pennsylvania, tenham demonstrado resultados promissores em um grupo pequeno de pessoas, o emagrecimento delas não pode ser uma evidência.

Outro detalhe além dos questionamentos sobre a eficiência de produtos à base de Hoodia Gordonii para perder peso é que há indícios de reações desagradáveis no fígado. Elas seriam resultantes de componentes que não puderam ser retirados do suplemento. O tema também requer mais análises.

Contudo, o que está bem claro é que ainda é preciso percorrer um caminho extenso antes de considerar a Hoodia segura e realmente eficaz.

Enquanto isso, poderosas campanhas de marketing de empresas promovendo a Hoodia Gordonii atraem pessoas no mundo inteiro, interessadas em vencer a maior inimiga das dietas: a sensação de fome.

É compreensível querer realizar o sonho de eliminar quilos, ter uma vida mais leve e saudável, porém, converse com seu médico e/ou nutricionista para receber orientações adequadas!

Cuide-se!

Até breve…

Leave a Reply