Tanaceto: erva pode ajudar em dores de cabeça e febre

Em inglês, é fever few, que significa “abaixa febre”. Mas o Tanaceto (Tanacetum parthenium) possui diversos outros apelidos e usos. É só conferir este artigo para descobrir quais são!

Para alguns, o nome é rainha das ervas, cantiga-de-mulata, matricária comum, crisântemo de jardim ou quinina selvagem, além do sinônimo botânico Chrysanthemum parthenium.

Pertencente à família Asteraceae, a erva foi, durante muito tempo, utilizada para aliviar febre, dor de cabeça e nos dentes; problemas menstruais e picas de inseto. E mais: para tentar resolver infertilidade e condições durante o parto.

Até hoje, há quem recorra ao Tanaceto como remédio caseiro para enxaqueca, tontura, vômito, náusea, artrite, alergias, psoríase e zumbido, entre outros males e desconfortos.

Com gosto amargo levemente picante e frio, a planta é capaz de agir nos meridianos do fígado e estômago; possui propriedades analgésica, febrífuga, estomáquica, antirreumática e anti-helmíntica.

Na medicina alternativa, o Tanaceto trata problemas no fígado acompanhados de sintomas como enxaqueca com dilatação dos vasos, agitação, irritabilidade, olhos injetados, vermelhidão no rosto e orelhas.

A erva também pode ser um recurso medicinal quando problemas na glândula afetam o pulmão, provocando dificuldade de respiração, tosse, impaciência, dor quente no peito e flancos.

Fora isso, o vegetal tende a ser empregado na medicina popular para inibir a biogênese de prostaglandinas que levam a inflamações e a agregação de plaquetas no sangue.

Para obter as propriedades terapêuticas do Tanaceto, suas folhas podem ser utilizadas frescas ou secas. Existem ainda produtos como extratos dos óleos voláteis, empregados em suplementos, tinturas e lavagens.

Tanaceto: aliviar dor de cabeça é destaque entre seus usos

O efeito do Tanaceto sobre dores de cabeça e enxaquecas é propriedade mais realçada da erva. Isso ocorre graças à capacidade atribuída a ela de prevenir o acúmulo de plaquetas em vasos e capilares sanguíneos.

Tal fator é responsável pela tensão no sistema cardiovascular e este, por sua vez, afeta a cabeça. Portanto, ao agir positivamente no alívio e relaxamento dos vasos, a planta tende a resolver os distúrbios que causam dor.

A explicação para tudo isso seria a presença de um analgésico encontrado em seu bioquímico partenolida. Ele seria o responsável pelo combate ao alargamento dos vasos, efeito este típico das enxaquecas.

Acredita-se que, em alguns casos, o Tanaceto pode ser até mais eficaz do que remédios anti-inflamatórios não esteroides, como a aspirina.

Na internet, há relato de pesquisas segundo as quais o consumo da planta diminui a frequência das crises e os sintomas relacionados, ou seja, sensibilidade à luz e a ruídos, vômito, náuseas, além da dor. E que isso aconteceria de uma maneira bem mais interessante em comparação aos alopáticos.

Uma das formas de uso de folhas e flores de Tanaceto é aplicação delas em compressas, geralmente indicadas para amenizar vertigens e dores de cabeça.

Atenção: este post tem função de informar. Não substitui consulta e prescrições médicas. Plantas medicinais podem ter contraindicações e interações medicamentosas. Consulte sempre um naturopata ou fitoterapeuta e seu médico antes de começar qualquer tratamento.

Importante: embora a planta possa contar com potenciais benefícios, o uso de Tanaceto deve ser supervisionado, uma vez que a espécie pode interagir com outros remédios.

O Tanaceto conta com uma variedade de óleos e taninos que pode causar efeitos sobre nossa saúde. E, em geral, é mais seguro quando consumido em curto prazo – até quatro meses, no máximo.

As possíveis reações adversas da planta incluem: constipação, azia, dor de estômago, inchaço, vômito, náuseas, flatulência, diarreia, nervosismo, insônia, erupção na pele, cansaço, rigidez nas articulações, dor de cabeça, alterações no ciclo menstrual, ganho de peso e mudanças no batimento cardíaco.

Por via oral, a erva é contraindicada para grávidas, pois ela tende a provocar contrações precoces no útero e até aborto espontâneo.

A mastigação e a ingestão de folhas frescas de Tanaceto não são recomendadas, já que isso pode causar feridas na boca, inchaço local, incluindo línguas e lábios, além de perda de gosto dos alimentos.

Cuide-se! Até breve…

Leave a Reply