Ruibarbo: indicações, formas de usar e cuidados

Ruibarbo, ruibarbo-do-campo ou ruibarbo palmado é uma planta utilizada para tratar problemas gástricos e até sintomas da menopausa. Segundo a medicina popular, o vegetal age como estimulante digestivo, combatendo inclusive prisão de ventre, e muito mais. Eu conto tudo agora mesmo!

Trata-se de uma planta medicinal oriunda do continente asiático e conhecida ainda como ruibarbo-da-china. Para falar sobre seu potencial curativo, começo com a saúde digestiva, um dos destaques.

A esse respeito, por exemplo, há relato na internet de estudo feito na China no qual a planta teria sido confirmada como capaz de proteger a parede intestinal durante a elevação da secreção de hormônios no órgão.

As propriedades atribuídas ao Rheum tanguticum, seu nome oficial, incluem as ações: antisséptica, anti-inflamatória, adstringente, antibacteriana, antimicrobiana, laxante, digestiva, anti-helmíntica (contra os vermes intestinais) e estimulante.

Em alguns casos, como febre, queimaduras e feridas na pele, pode ser feita compressa com chá de Ruibarbo, umedecendo um pano limpo com a bebida e aplicando o preparo na área afetada. Há quem utilize o líquido também fazendo bochecho, para limpar a boca ou tratar feridas no local.

A propriedade terapêutica ligada ao vegetal no sentido de cuidar da pele estaria na luteína, um carotenoide com ação antioxidante que também favorece a saúde dos olhos. E mais: a luteína ajuda a combater os efeitos dos radicais livres, que provocam doenças como o câncer e o envelhecimento precoce.

Falando ainda em antioxidantes, os encontrados no Ruibarbo seriam aliados do sistema cardiovascular, contribuindo com a inibição de diversos males no coração. A erva é indicada também para aumentar o colesterol “do bem”, o famoso HDL, cujo nível inadequado faz subir de maneira considerável o risco de enfermidades cardíacas.

Diz-se que outra capacidade da planta é o fornecimento de: vitamina K, fibras, proteínas, vitaminas do complexo B, minerais (potássio, cálcio, manganês e magnésio) e vitamina C. Veja um resumo das principais funções do Ruibarbo, de acordo com o uso popular:

  • Amenorreia
  • Coágulos no sangue
  • Diarreia
  • Disenteria
  • Febre
  • Feridas na boca
  • Hemorroidas
  • Icterícia
  • Menopausa
  • Prisão de ventre
  • Queimaduras
  • Vermes

Atenção: este post tem função de informar. Não substitui consulta e tratamentos médicos. Consulte sempre um naturopata ou fitoterapeuta e seu médico antes de começar qualquer tratamento. A automedicação, ainda que com plantas, pode ser perigosa.

Quanto aos efeitos colaterais do Ruibarbo, podem ocorrer vermelhidão ou amarelamento da urina, entre outras reações.

A planta é contraindicada para grávidas ou na fase de amamentação; pessoas com insuficiência renal ou cardíaca, cistite, obstrução intestinal dor de estômago ainda sem diagnóstico, colite e doença de Crohn, problemas no fígado ou histórico de cálculo renal.

Importante: existe um composto químico no Ruibarbo que tende a provocar danos aos rins. E suas folhas contêm grandes quantidades de ácido oxálico, uma substância que pode matar se ingerida em excesso. Não utilize as folhas de Ruibarbo para qualquer preparação, e mantenha crianças e animais domésticos longe delas.

Ruibarbo: conheça suas propriedades e ações

A redução de inflamação é um dos efeitos terapêuticos associados ao Ruibarbo. Há menção na web a uma pesquisa produzida pela Escola de Medicina da Universidade Wuhan, na China, sobre a ação positiva de extrato do rizoma e da raiz da planta sobre células inflamadas devido infecção, estimulando a cura do tecido.

Fonte de vitamina K, o Rheum tanguticum é utilizado para incentivar, digamos assim, a formação de coágulos sanguíneos. O nutriente é fundamental depois de uma lesão, uma vez que, havendo deficiência no nível de vitamina K no organismo, a coagulação do sangue fica comprometida.

O Ruibarbo palmado, portanto, pode ajudar você a cuidar da saúde, como você viu no artigo de hoje. Mas, para isso, converse com seu médico e um fitoterapeuta sobre prós e contras, principalmente se você já estiver fazendo algum tratamento.

Cuide-se!

Até breve…

Leave a Reply