Cardamomo: “primo do gengibre” é medicinal; dicas e cuidados

Desconfortos digestivos, dilatação do abdômen, gases e outros problemas intestinais são algumas das indicações medicinais do Cardamomo, seja na medicina popular ocidental, na tradicional chinesa, fitoterapia ou homeopatia. E tem muito mais… não perca!

Normalmente, as sementes de Cardamomo são trituradas até obtenção de um pó fino, para colocar em alimentos ou preparar chá. Outra forma de uso é a tintura alcoólica, que mantém as propriedades curativas da especiaria.

Como usar o Cardamomo? Em geral, as receitas disponíveis na internet sugerem 3 sementes secas trituradas para cada xícara de água. Depois de ferver por 10 minutos, a mistura deve ser abafada e descansar por mais uns minutos – e ser consumida após as refeições.

Há quem prefira misturar o Cardamomo ao café, na intenção de melhorar sua digestibilidade e aroma. Também é possível fazer um macerado com 1 litro de vinho e 20 sementes, deixando em repouso por 15 dias. A “garrafada” (1 cálice) normalmente é ingerida após as principais refeições.

O óleo de Cardamomo possui ação analgésica, servindo para amenizar cólicas, gases, enjoos e indigestão. Porém, como todo óleo essencial, seu uso interno requer orientação especializada constante.

Quando usado externamente, o produto é útil em banhos, massagens e compressas, promovendo leve aquecimento do local tratado.

Os benefícios do Cardamomo são atribuídos à riqueza do “primo do gengibre” em óleos essenciais e antioxidantes, que seriam os responsáveis por suas propriedades digestiva, analgésica, antisséptica e expectorante.

Acredita-se que o consumo regular de Cardamomo pode favorecer nosso bem-estar de diversas maneiras, tais como: combater resfriados e gripes; soltar o catarro; evitar o mau hálito (antisséptico); inibir a fome e aliviar prisão de ventre (fonte de fibras); amenizar vômitos e enjoos; relaxar o estômago e minimizar a dor da gastrite; favorecer a digestão e combater gases, graças à presença de óleos essenciais como o limoneno.

Atenção: este post tem função de informar. Não substitui consulta e prescrições médicas. Plantas medicinais podem ter contraindicações e interações medicamentosas. Consulte sempre um naturopata ou fitoterapeuta e seu médico antes de começar qualquer tratamento.

Importante: o uso do extrato fluido de Cardamomo, encontrado em algumas lojas de produtos naturais, é recomendado apenas com acompanhamento médico, pois é muito forte e pode provocar vômitos, entre outras reações. O produto é especialmente contraindicado para grávidas e lactantes.

Cardamomo: especiaria e remédio; veja como

Na verdade, o termo Cardamomo é usado para nomear várias espécies em três gêneros da família do gengibre. São elas: Amomum, Elettaria e Aframomum.

Então, vou destacar aqui o Elletaria cardamomum, um Cardamomo de sabor ardido e perfumado, que serve de ingrediente tanto para receitas doces quanto salgadas.

Esse condimento indiano, considerado exótico por muitos aqui no Brasil, é obtido das sementes da planta e, além de gosto peculiar, é tido como ótimo remédio natural para tratar males digestivos.

Mas o Elettaria cardamomum é terapêutico nas tradicionais medicinas orientais, especialmente a Ayurvédica, na qual é “agente equilibrador dos 3 doshas principais”, por exemplo.

O interessante é que a relação de uso do Cardamomo, pelo menos entre os orientais, parece não separar muito o alimento/condimento do remédio.

Na culinária indiana, a especiaria aparece também em receitas doces e salgadas, principalmente com aromatizante. Para os indianos, o Cardamomo também melhora o sabor de alguns remédios, além de suas propriedades digestivas sutis serem bem-vindas.

Fora isso, ainda pode ser útil em problemas nas gengivas e para combater o desânimo, devido seu leve poder estimulante.

As capacidades aquecedora (suave) e antisséptica fazem do Cardamomo uma opção interessante para males na garganta e peito.

Neste sentido, adeptos de tratamentos alternativos costumam recorrer não só às sementes, mas também às vagens que as protegem. Elas podem ser utilizadas em chás, inalações e gargarejos contra asma, bronquite e garganta inflamada.

A planta Cardamomo é famosa ainda por funcionar como tônico masculino, afrodisíaco. O que é associado aos compostos androgênicos presentes em suas sementes. Quanta versatilidade, não é mesmo?

E você, já experimentou Cardamomo de alguma maneira? Deixe seu comentário!

Até o próximo post…

Leave a Reply