Vara-de-ouro: conheça os diversos usos medicinais desta planta

Seu nome oficial é Solidago virgaurea. Mas é com o apelido Vara-de-ouro que essa planta é mais conhecida enquanto remédio caseiro para auxiliar em problemas respiratórios e no tratamento de feridas. O resto eu conto nos próximos parágrafos… Basta vir comigo!

Catarro, diarreia, males no fígado, dispepsia, doenças de pele, dor de garganta, gases, infecção urinária, gripe, picada de inseto, pedra nos rins e úlcera são algumas das condições para as quais a Vara-de-ouro é procurada.

Na medicina popular, a planta é utilizada com certa frequência como tratamento anti-inflamatório para inflamação da bexiga (cistite) e na uretra (uretrite), além de combater artrite. Os glicosídeos fenólicos são os compostos responsáveis por isso.

As propriedades da Vara-de-ouro incluem as ações adstringente, digestiva, diurética, expectorante, relaxante, antisséptica, cicatrizante e antidiabética. Suas folhas e flores são ainda febrífugas, estimulantes, carminativas, anti-helmínticas, aromáticas e diaforéticas.

E mais: planta contém saponinas, antifúngicos que agem especificamente sobre o fungo Candida, causador da candidíase oral e vaginal. E também traz em sua composição a rutina, usada para tratar a fragilidade capilar.

Solidago Virga Aurea pode ser encontrada em algumas farmácias de manipulação e lojas de produtos naturais (físicas ou na internet). Geralmente, é utilizada em forma de chá, obtido a partir de suas folhas, para ser ingerido ou aplicado na pele com ajuda de compressa.

Normalmente, a infusão é preparada com 1 colher (sopa) de folhas secas de Vara-de-ouro em 1 xícara de água fervente. Depois de tampar o recipiente e deixar o líquido descansar durante 10 minutos, ele deve ser coado – e está pronto para uso.

Atenção: este post tem função de informar. Não substitui consulta e prescrições médicas. Plantas medicinais podem ter contraindicações e interações medicamentosas. Consulte sempre um naturopata ou fitoterapeuta e seu médico antes de começar qualquer tratamento.

A Vara-de-ouro é contraindicada para pessoas que sofrem de insuficiência renal ou cardíaca e inchaços.

Vara-de-ouro: propriedades, modos de aproveitar e curiosidades

Pertencente à família Asteraceae, a Vara-de-ouro (Solidago virgaurea) é chamada também de verga de ouro, virgáurea, goldenrod e woundwort (inglês), verga d’ouro e vara-de-oro (espanhol).

Nativa da Europa, Vara-de-ouro é, na verdade, um nome dado a muitas espécies diferentes, mas que apresentam praticamente as mesmas propriedades medicinais. Existem ainda as similares, tais como a Solidago nemoralis, S. radiata e S. Spathulata.

O que muda, basicamente, é que algumas ações são mais acentuadas em um tipo do que em outro. A Solidago virgaurea é estimulante, carminativa e aromática; a Solidargo canadensis e a S. sempervirens ajudam na cicatrização de feridas e cortes, ou seja, são vulnerárias.

Já a Solidargo rigida tem como destaque as capacidades adstringente e hemostática, isto é, age como controladora de hemorragias; enquanto a espécie Solidago odora tem mais ênfase nas propriedades diurética, aperiente, adstringente e carminativa.

Voltando à Solidago virgaurea, esta é, na medicina caseira, um recurso natural para aliviar o muco congestionado e combater a febre do feno. Lavagens ou compressas com ela servem para feridas, reumatismo e dor de cabeça.

Há quem recorra ao gargarejo do chá de Vara-de-ouro para tratar laringite e dor de garganta. Seu cataplasma é comumente empregado em picadas de abelhas.

Outros preferem aproveitar a planta como erva de banho ou enxaguante de cabelo para tingir os fios de loiro. Na culinária, suas folhas jovens podem ser consumidas em saladas; e as flores servem de ingrediente para bolinhos e outras receitas.

Antes de encerrar, um pouco de história e curiosidade… Diz-se que o nome Solidago vem do latim “solide”, que significa “fazer inteiro”. E que, durante da chamada Revolta do Chá de Boston, milhares de caixas de chá inglês foram lançadas ao mar no porto daquela cidade.

Resultado: os nativos norte-americanos acabaram consumido muito chá de Vara-de-ouro e batizaram a bebida de “chá da liberdade”. Enfim, espero que a planta sirva, no mínimo, para libertar você de algum problema de saúde ou desconforto.

Cuide-se!

Até breve…

Leave a Reply