Trevo vermelho: usos e benefícios

O trevo vermelho é uma pequena erva native da Europa, da Ásia ocidental e de algumas partes da África. Suas flores são igualmente pequenas e rosadas. Seu crescimento é rápido, e sua capacidade nutricional também. Isso faz com que seja comumente utilizada para alimentar animais, nos países em que cresce abundantemente.

Na medicina tradicional, no entanto, a planta era utilizada para o tratamento de algumas condições de saúde. Consumia-se a planta na forma de um chá, e sua popularidade cresceu recentemente com a retomada desta percepção.

A planta é rica em componentes antioxidantes e anti-inflamatórios, tanto em suas folhas, quanto em suas flores. Pode-se encontrar, ainda, seu extrato essencial – um óleo bastante poderoso para a saúde. Seu chá possui um sabor bastante característico, e costuma ser o principal uso da planta, especialmente no Brasil.

0000597_trevo-vermelho-cv-quiniqueli-embalagem-a-partir-de-10-kgs

Benefícios do trevo vermelho

Entre os principais benefícios do trevo vermelho para a saúde, destacam-se:

Tratamento de hipertensão

Uma das principais propriedades da planta é a capacidade de reduzir a inflamação no corpo, particularmente no sistema cardiovascular. Estudos já demonstram uma clara conexão do chá do trevo vermelho com a redução da tensão arterial e venal – em outras palavras, na redução da pressão sanguínea como um todo.

Isso auxilia a prevenir uma grande variedade de doenças coronárias, causadas – entre outros fatores – pela alta pressão sanguínea.

Melhoria do sistema imunológico

Nas folhas do trevo vermelho há uma grande quantidade de vitamina C concentrada. Estes nutrientes são melhor absorvidos quando as folhas não são submersas em água muito quente, o que é uma boa dica de aproveitamento da planta.

A vitamina C é conhecida por fortalecer significativamente o sistema imunológico. Ela estimula a produção de células brancas, responsáveis pela “defesa” do organismo. Além disso, se você as consome através de chá, adquire uma carga extra de antioxidantes para o organismo, o que o torna ainda mais saudável.

Antioxidantes são responsáveis pelo combate a radicais livres – moléculas capazes de gerar lesões celulares que levam a doenças degenerativas e lesões no organismo. Desta forma, o trevo vermelho atua em benefícios a curto, médio e longo prazo para o corpo.

Sintomas indesejados da menstruação e da menopausa

Nunca é exagerado dizer que a ocorrência da menstruação e da menopausa estão longe de ser circunstâncias indesejadas. Tratam-se de situações naturais que devem ocorrer ao longo da vida da mulher. Há, no entanto, alguns sintomas razoavelmente incômodos durante estes períodos, que podem ser evitados com o consumo de trevo vermelho.

A planta possui substâncias que simulam a composição química do estrogênio, o que auxilia o corpo a lidar coma  ausência do hormônio natural. Isso diminui sintomas como cólicas, mudanças de humor e dores gerais.

Potencial de diminuição dos níveis de colesterol

Se você possui dificuldade de manter níveis saudáveis de colesterol no corpo, seu organismo está mais disposto  a sofrer ataques cardíacos e derrames, como resultado da condição. Nestes casos, quaisquer auxílios para baixar os níveis de colesterol LDL são extremamente bem vindos. É o caso do trevo vermelho, capaz de manter o fluxo sanguíneo, evitando a pressão alta e os danos cardiovasculares através da diminuição dos níveis de colesterol “ruim”.

Desintoxicação do corpo

Há diversas toxinas que prejudicam o corpo de maneiras diversas. Estas toxinas acumulam-se nos órgãos e na corrente sanguínea, levando a lesões variadas no corpo, capazes de desenvolverem-se em doenças. Para combater estes problemas a ação diurética do trevo vermelho é essencial, diminuindo os níveis de toxicidade nos órgãos.

Cuidados e efeitos colaterais

cha-de-trevo-vermelho-930x497

São bastante incomuns os casos de alguma experiência negativa relacionados ao trevo vermelho. Em geral, trata-se de uma planta bastante segura, com poucos efeitos colaterais. Quando eles ocorrem – geralmente em função de alergias – costumam apresentar náuseas, dores musculares e de cabeça em níveis moderados.

Quem já toma algum tipo de medicação relacionada ao equilíbrio hormonal deve evitar adicionar a planta à dieta cotidiana.

Veja também:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *