Sândalo: benefícios para corpo, mente e espírito; saiba quais

Sândalo é uma planta famosa por seu aroma adocicado. Da família da Santalaceae, seu nome oficial é Santalum álbum, mas popularmente é conhecida como chandana, sândalo branco, chandan e sândalo indígena. E tem muito mais no artigo de hoje… Não perca!

Cultivada em vários locais do mundo, essa espécie oriunda da Índia oferece madeira que é muito aproveitada por escultores no entalhe de belas obras de arte. A matéria-prima ainda compõe templos em países como China e Birmânia, além da própria Índia.

Nas tradições espirituais indianas, a madeira de Sândalo aparece como elemento central nas cremações de seus mortos, e também para proteção contra o mal. Devotos de Vishnu e Shiva costumam passar uma pasta obtida da madeira de Sândalo entre suas sobrancelhas para garantir a sensação de estarem protegidos.

Fora o aspecto espiritual, os óleos voláteis extraídos do vegetal são amplamente utilizados em perfumes e outros itens, graças a seu cheiro doce.

O que muita gente não sabe é que a madeira também conta com propriedades medicinais, podendo ser usada para combater diversos males físicos.

Por exemplo: tosse, tuberculose, uretrite, infecções no aparelho urinário, bronquite, cistite, cólera, dor de garganta, febre, fadiga, sintomas de depressão, frigidez, herpes, gonorreia, disfunções eréteis, infertilidade masculina e feminina etc.

O Sândalo é considerado afrodisíaco, adstringente, antibacteriano, antidepressivo, anti-inflamatório, antiespasmódico, aromático, diurético, antisséptico, sedativo, carminativo e tônico estomacal.

As propriedades benéficas da planta são possíveis devido seus compostos, entre os quais estão o óleo essencial alfa e beta-santalol; aldeído de isovalérica, santene e santenone.

Portanto, diante de tudo o que foi dito até aqui, essa planta refrescante e revigorante é interessante tanto para o corpo quanto para a mente. E, ainda que estudos científicos precisem ser realizados, acredita-se que o óleo dela favorece a inteligência, o poder intuitivo e até a meditação.

Com tantos potenciais, é fácil entender os porquês de o Sândalo ser tão apreciado no mundo inteiro, elevando bastante seu preço. Mas outro motivo para isso é que a árvore leva em média 40 anos para atingir seu desenvolvimento completo. Para você ter uma ideia, seu tronco precisa de aproximadamente 25 anos para chegar a uma espessura de apenas 6 cm.

Um detalhe importante: para que o óleo essencial de Sândalo seja devidamente produzido, o vegetal precisa ser cortado muito rente ao solo. Isso, por sua vez, faz com que dezenas de outros exemplares sejam dizimados, fazendo do Sândalo uma espécie quase rara – infelizmente.

Na verdade, existem diversas árvores sendo cultivadas nos lugares mais variados e que recebem o nome de Sândalo. Porém, elas não chegam perto da original indiana, certamente a que produz a melhor madeira e os aromatizantes inigualáveis.

Na Índia, a árvore é considerada sagrada, sendo declarada propriedade nacional pelo governo; seu corte é proibido para que seja preservada. Lá, um Sândalo só é cortado depois de completar 30 anos, quando naturalmente começa a morrer.

Sândalo: mais usos e recomendações

Os benefícios são muitos, como você pode notar, mas o Sândalo não pode ser utilizado interiormente, exceto se houver recomendação médica – e em doses mínimas. O tratamento de tosse, bronquite, garganta inflamada, por exemplo, é feito com aplicação na parte externa do corpo para estimular a sensação de alívio.

Externamente, o Sândalo pode ser empregado como um tipo de hidratante natural, evitando o ressecamento da pele e dos lábios. Seu óleo é interessante ainda para massagens, podendo ser aplicado diretamente em áreas doloridas.

Atenção: este post tem função de informar. Plantas medicinais podem ter contraindicações e interações medicamentosas. Consulte sempre um especialista naturopata ou fitoterapeuta e seu médico antes de começar qualquer tratamento.

Toda planta ou erva medicinal pode trazer em sua composição substâncias químicas com potenciais alergênico, inflamatório e intoxicante.

Até a próxima!

Leave a Reply