Passiflora: usos e benefícios

A passiflora é uma conhecida planta com capacidade tranquilizante e sedativa. Ela relaxa tensões musculares sem impactar nas taxas de funcionamento respiratório, ou afetar as funções psicológicas, como muitos fármacos acabam fazendo. Em função desta característica, é uma erva com efeitos poderosos e bastante conhecidos.

Seu potencial de cicatrização e cura são outro fator de destaque. As características surgem dos alcaloides e bioflavonoides da planta. Estes componentes únicos interagem com os sistemas de defesa e recuperação do corpo.

Saiba como a passiflora pode ajudar você, e quais são seus efeitos sobre o corpo:

Ajuda com uma boa noite de sono

Sem dúvidas, uma das utilizações mais populares da passiflora é o combate à insônia. Geralmente, utiliza-se o chá da planta para combater a incapacidade de dormir adequadamente. Seus efeitos são melhor observados em adultos com problemas para dormir. Não há testes médicos realizados a respeito desta capacidade em crianças.

Alívio da dor

Seus efeitos sedativos são, também, analgésicos. O resultado é que a passiflora ajuda a aliviar a dor em uma variedade de formas. Esta características funciona desde cólicas menstruais e dores de cabeça, até dores musculares e dores de dente.

Estresse e ansiedade

cha-624x381

Muitas pessoas recorrem ao chá de passiflora para combater o nervosismo e a ansiedade. Diferentemente de remédios comuns, o chá desta planta não causa tonturas ou sonolências que afetem na performance da pessoa. Isso faz com que sua utilização seja extremamente eficiente, fugindo dos efeitos colaterais típicos de quem precisa tratar sua ansiedade.

Antidepressivo e sintomas da menopausa

De acordo com um estudo realizado com pacientes durante seis meses, pessoas que consomem passiflora diariamente desenvolveram mais resistência a sintomas da depressão e da menopausa. A forma de consumo era através de chá e suplementação com o extrato. No caso dos testes com mulheres na menopausa, foram testadas apenas mulheres que não optaram por reposição hormonal.

Combate aos sintomas da abstinência de drogas

A passiflora é conhecida, também, por auxiliar no combate aos sintomas da abstinência. Seu uso é especialmente conhecido contra drogas opioides, como a morfina. Os efeitos de estresse e irritabilidade da abstinência tornam-se menores, fazendo com que o processo de abandono do medicamente seja mais fácil.

Sua inclusão em tratamentos deste tipo demonstrou um desempenho significativamente melhor, no que diz respeito à capacidade de lidar com os sintomas da abstinência. Durante os testes, a forma consumida da passiflora foi seu extrato essencial.

Auxilia na redução da pressão sanguínea

Sabe-se, também, que a passiflora contém uma alta dose de antioxidantes. Em especial, seus antioxidantes facilitam a queima de lipídeos no corpo. Em outras palavras, seu consumo auxilia a queimar gordura, o que – consequentemente – melhora a saúde cardiovascular. O resultado prático é uma pressão sanguínea em taxas mais saudáveis, e menor risco de doenças cardíacas.

Efeitos colaterais e cuidados

Em geral, a passiflora não apresenta níveis relevantes de toxicidade, e gera poucos efeitos colaterais. O consumo de até quatro xícaras diárias é seguro, embora alguns efeitos possam ser notados.

Entre eles, o excesso de sono é uma das principais características reportadas após a ingestão de um grande volume do chá. Além disso, a planta é conhecida por sua ação anticoagulante. Por isso, é importante evitar seu consumo excessivo próximo a cirurgias ou quando houver cortes em sua pele.

Veja também:

Leave a Reply