Pacová: “cardamomo brasileiro” é chá digestivo antigases; saiba mais

Ela é considerada o nosso cardamomo. Estou falando da erva Pacová. Quer descobrir mais sobre essa aromática – e medicinal – que lembra a especiaria indiana? Basta vir comigo!

Primeiro, uma curiosidade com jeito de esclarecimento: em tupi-guarani, Pacová significa “folha enrolada”. Por esse motivo, existe uma grande quantidade de plantas com este apelido, incluindo a famosa banana-da-terra. Então, se você buscar pelo nome e surgirem coisas diferentes, já sabe…

Mas a Pacová tema deste post é a Renealmia exaltata, parente do cardamomo, e repleta de óleos essenciais em suas sementes. Porém, existem outras variedades, como um tipo encontrado na China, que é defumado e serve para temperar pratos salgados.

Renealmia exaltata é cultivada às vezes como planta ornamental. Está presente em quase toda a américa tropical, sendo uma espécie que resiste à seca por um certo tempo e até ao intenso frio.

Ela pode ser encontrada em praticamente todo o território nacional, de preferência em terrenos úmidos, sombreados e, ainda, no interior de bosques. Embora algumas pessoas usem as sementes dela como remédio para dor de estômago e má digestão, muita gente não conhece a planta.

Popularmente chamada de masusa ou renealmia, a Pacová pertence à família das Zingiberaceae, a mesma do gengibre. Por um longo período, foi usada principalmente como especiaria e também como antídoto para venenos de cobra e escorpião.

Acredita-se ainda que os egípcios antigos recorriam à erva para higienizar os dentes e melhorar o hálito, já que seu gosto é muito forte e refrescante.

Em geral, as propriedades medicinais da Pacová incluem as ações: analgésica, laxativa, sedativa, diurética, antisséptica, cicatrizante, expectorante e digestiva.

Seu chá é particularmente especial no tratamento de uma série de males estomacais, entre os quais estão a gastrite e a úlcera, além de enfermidades respiratórias – asma e bronquite, por exemplo.

Por ser rico em fibras, vitaminas e minerais, o vegetal é capaz de aliviar cólicas, gases, distúrbios intestinais, inchaços diversos e até reumatismo.

Existe uma receita de chá de Pacová na internet que sugere o seguinte: colocar 1 litro de água em um recipiente e levar ao fogo; logo que iniciar a fervura, adicionar 2 colheres (sopa) de sementes de Pacová.

Depois, é preciso misturar bem e esperar cozinhar por 20 minutos. Para finalizar o preparo, desligue o fogo, coe e beba. Pode adoçar o chá com mel, adoçante ou açúcar mascavo, se quiser.

Atenção: este post tem função de informar. Não substitui consulta e prescrições médicas. Plantas medicinais podem ter contraindicações e interações medicamentosas. Consulte sempre um naturopata ou fitoterapeuta e seu médico antes de começar qualquer tratamento.

Pacová: sugestões de consumo das sementes

É importante registrar que, em minhas pesquisas, encontre Pacová com outros nomes científicos e populares, entre eles Renealmia brasiliensis, Alpinia zerumbeti, pato seroca, cuité-açu e pacová-catinga. Portanto, reforço que é bom procurar um profissional especializado para tirar todas as suas dúvidas, ok?

Pacová, o cardamomo brasileiro, além de medicinal, é perfeito para compor um mix de especiarias. Triturado com cravo, canela e pimenta-do-reino, por exemplo, cai bem com carnes variadas e vegetais.

Para aproveitar as sementes em pratos doces, basta socá-las com açúcar em um pilão e peneirar. Esta sugestão é ideal para usar em bolos, biscoitos de especiarias, doces com fécula de mandioca e chás aromáticos. Se a receita levar capim-santo, então, a parte cítrica da Pacová é acentuada.

Nunca provou a Pacová? Procure a semente dela em lojas de produtos naturais ou fitoterápicos para sentir seu gosto pronunciado que lembra não somente o cardamomo, mas também possui um toque cítrico e mentolado.

Assim como a planta indiana, ela é ótima ainda para aromatizar um bom cafezinho, uma das paixões nacionais. Basta moer um pouco das sementes de Pacová junto com os grãos.

Espero que tenha gostado das dicas medicinais e culinárias com a Pacová. E que possa desfrutar de momentos agradáveis – e mais saudáveis – com elas.

Até breve!



12 motivos para usar a BABOSA


Leave a Reply