Nogueira Europeia é rica em óleo com propriedades medicinais

Nogueira europeia é um dos apelidos da Juglans regia, uma planta da família das Juglandaceae repleta de propriedades que você vai conhecer neste artigo. Vamos lá!

Noz, noz europeia, nogal (espanhol), walnut (inglês), nogueira e nogueira-comum são alguns dos nomes vulgares dessa árvore cujas folhas apresentam propriedades hipoglicemiantes, entre outras. Por isso, sua infusão costuma ser indicada para diabéticos, já pode ajudar a reduzir o nível de açúcar no sangue.

Os ativos da planta incluem minerais resinosos e péticos, taninos, inosina, jugladina, juglona. Seu uso externo inclui tratamento de tumores, erupções cutâneas e feridas. A planta conta ainda com as propriedades antisséptica, cicatrizante, adstringente, tonificante e vermífuga.

Neste último caso, o combate aos parasitas intestinais deve ser feito usando as cascas dos frutos ainda verdes. Como remédio caseiro, a noz europeia é considerada excelente vermífugo, além de fonte de óleo, carboidratos, ômega-3 e proteínas.

As folhas, cascas e a cobertura verde do fruto possuem capacidade adstringente devido à presença de taninos, e ação antisséptica graças à substância conhecida como juglona. Sem falar que ainda são utilizados na tinturaria para obter um tom castanho-escuro. E que o azeite extraído das nozes tem aplicação na fabricação de produtos como vernizes, sabões e tintas.

Mas o destaque mesmo é enquanto fonte de ácidos graxos mono e poli-insaturados, fundamentais para nossa alimentação porque tais compostos ajudam a reduzir o LDL (colesterol ruim) e o colesterol total, e a prevenir doenças cardiovasculares.

As sementes de Nogueira Europeia são fontes de proteínas e de boa parte das necessidades humanas de aminoácidos essenciais. Contam também com vitamina E (γ-tocoferol e δ-tocoferol) e esteróis.

Por causa destes últimos, encontrados na noz europeia, acredita-se que o óleo obtido com ela pode substituir o óleo extravirgem na alimentação e servir de óleo tanto nutritivo quanto terapêutico, digamos assim.

Atenção: este post tem função de informar. Não substitui consulta e prescrições médicas ou de nutricionistas. Plantas medicinais podem ter contraindicações e interações medicamentosas. Consulte sempre um naturopata ou fitoterapeuta e seu médico antes de começar qualquer tratamento.

Importante: o consumo de chá de nogueira é contraindicado para pessoas com estômago sensível aos taninos. Indivíduos com esta condição tendem a sentir mal-estar, apresentar vômitos, irritação ocular e dérmica, entre outras reações de hipersensibilidade.

Nogueira Europeia: história e curiosidades

No passado, a madeira da Nogueira Europeia era muito procurada pela indústria moveleira, por causa de sua alta qualidade e da facilidade de trabalhar com ela. Dura e homogênea, apresenta cor parda meio acinzentada e veias escuras, sendo ideal para polir e conseguir itens de excelente aspecto decorativo.

Encontrei controvérsias sobre a origem da Nogueira Europeia. Uns dizem que é oriunda da Grécia e região Balcânica, naturalizada a norte de Portugal, sul e oeste da Europa. Outros afirmam que é originária da Índia, Pérsia e oeste europeu.

De qualquer forma, ocorre países europeus e alguns asiáticos. Em localidades de língua inglesa é chamada de walnut; nos de língua espanhola, nogal.

Sua noz é arredondada ou ovoide, rugosa, de cor castanha e casca dura que parte ao meio. A porção comestível dela, a semente, é coberta por uma película de cor castanha; rica em óleo, é aproveitada crua na culinária, confeitaria etc.

Existe uma espécie parecida: Juglans migra L., de origem americana. Esta é comestível também e usada em confeitaria. Outras variedades são menos utilizadas.

Desde a Roma antiga, a Nogueira Europeia é procurada para combater males na cabeça, em função da aparência de sua noz. Já na Idade Média, o chá das cascas de suas raízes foi muito aproveitado para tratar sífilis.

E como se não bastassem todas as propriedades curativas e alimentares da Nogueira Europeia, seu fruto, ao natural, é perfeito para decorar bolos, tortas, pães e outras delícias. Hum… Deu até água na boca!

Até o próximo artigo! Espero você aqui…

Leave a Reply