Marapuama é considerada “viagra natural” e combate celulite

Marapuama ou muirapuama é uma planta medicinal brasileira utilizada para dar um up na vida sexual ou no ânimo em geral. Quem recorre a ela geralmente busca os efeitos afrodisíaco e antidepressivo. Entenda melhor tudo isso no artigo de hoje!

Ptychopetalum uncinatum é o nome científico da Marapuama, também chamada de muiratã, liriosma, pau-homem e “viagra da Amazônia”. Uma espécie muito utilizada pela população indígena nativa da floresta da qual é originária.

A muirapuama possui em sua composição óleos essenciais, ésteres e vários ácidos, entre os quais estão o behenico, campesterol, lignocerico e araquídidco.

Para que serve a Marapuama? É especialmente indicada para tratamento de problemas como disfunção erétil, impotência sexual, ejaculação precoce, infertilidade masculina, frigidez e baixa libido. Ou seja, a planta é procurada para melhorar aspectos psicológicos e físicos das funções sexuais de homens e mulheres.

Mas também é usada como remédio caseiro para sintomas da tensão pré-menstrual, cólicas menstruais, fadiga, anemia, inchaço, celulite, estresse, queda de cabelo, dificuldade de memória, depressão e disfunções intestinais.

As ações acima podem ser justificadas pelo fato de a muiratã ter a capacidade de favorecer o fluxo de sangue, principalmente na área pélvica. Por estimular a circulação, ela é indicada inclusive para tratar a celulite.

Existem ainda usos não tão comuns da Marapuama. Por exemplo, no combate a condições como diarreia, ansiedade, dor de garganta, vermes, beribéri, gripe e reumatismo.

As raízes e casca são as partes mais consumidas na tentativa de aproveitar seus benefícios, porém, a história de uso da erva como remédio caseiro mostra que toda a planta vem sendo empregada medicinalmente.

Contudo, assim como diversos medicamentos naturais e afrodisíacos, a Marapuama necessita de mais pesquisas e comprovações científicas sobre seus efeitos.

Na web, existe relato de pesquisas nas quais são apontados indícios do poder da planta de elevar os níveis de testosterona no corpo, além de colaborar com a melhora da libido e outras respostas ligadas à sexualidade.

Muita gente encontra na planta uma alternativa com menores chances de reações desagradáveis, como as dos remédios alopáticos típicos para combater distúrbios que atrapalham a vida sexual, especialmente a masculina.

Outra razão para ter a Marapuama entre os aliados da saúde em geral é que ela age com tônico neuromuscular, inibindo condições como cansaço, debilidade, perda de memória, mal-estar e fraqueza, fazendo dela uma opção revigorante para pessoas estressadas ou em estado depressivo.

Sobre este último caso, há referência na internet a um estudo clínico com quase 300 pacientes, indivíduos com queixas de falta de desejo sexual e outros problemas do gênero.

A pesquisa teria apontado a eficácia da Marapuama em boa parte destas pessoas. Submetidas a testes durante duas semanas, 62% delas teriam apresentado bons resultados ingerindo uma dose diária de 1g a 1,5g do extrato da planta.

Atenção: este post tem função de informar. Não substitui consulta e prescrições médicas. Plantas medicinais podem ter contraindicações e interações medicamentosas. Consulte sempre um naturopata ou fitoterapeuta e seu médico antes de começar qualquer tratamento.

Marapuama: modos de usar e efeitos colaterais

Ptychopetalum uncinatum pode ser encontrada em forma de cápsulas, cascas secas picadas e folhas frescas, nas lojas de produtos naturais e algumas farmácias de manipulação.

Infusão e compressa são duas das maneiras de utilizar Marapuama, sendo que na segunda o chá fresco da planta é aplicado diretamente na área que precisa ser tratada. O que inclui o estímulo local da circulação sanguínea e possível melhora do aspecto da celulite, por exemplo.

No entanto, para usufruir de todos os benefícios medicinais da erva, nada melhor do que contar com orientação adequada, de quem entende bem do assunto. Até porque, embora as plantas possam favorecer nossa saúde, também trazem efeitos adversos e contraindicações.

No caso da Marapuama, podem ocorrer: ejaculação precoce, palpitação e tremor nas mãos. E ainda: a planta é contraindicada para grávidas, crianças, idosos, hipertensos e pessoas com problemas cardíacos.
Cuide-se!

Até breve…

Leave a Reply