Malva: usos e benefícios

A malva é o nome popular de um grande grupo de flores – embora apenas alguns tipos sejam facilmente encontrados, atualmente. Em inglês, a planta chama-se “mallow”, o que ajuda a nomear o doce “marshmallow”. Antigamente, o doce era feito a partir desta planta.

Além de dar início à produção do delicioso doce, a malva possui uma grande lista de qualidades medicinais. Confira quais são estes efeitos benéficos sobre o corpo, e descubra como a malva pode ajudar sua saúde:

Propriedade demulcente

O termo demulcente diz respeito a um agente capaz de aliviar irritações e inflamações em membranas mucosas. Os componentes da malva, segundo estudos de 2010, são poderosos demulcentes, capazes de cobrir áreas afetadas – especialmente no sistema gástrico. Eles aderem às paredes das membranas, atuando sobre as áreas afetadas e diminuindo os danos.

Tradicionalmente, a forma mais utilizada para tratar estes problemas é o consumo oral, em qualquer tipo de preparação. Nos tempos antigos, utilizava-se o chamado “xarope de marshmallow” como forma de tratar irritações na garganta.

Benefícios anti-inflamatórios

Também costuma-se atribuir diversas propriedades anti-inflamatórias à malva. Uma das mais importantes confirmações a respeito do assunto ocorreu em 2010, em um publicação do periódico de Terapia e Farmácia Clínica. O estudo foi realizado com mil plantas com propriedades anti-inflamatórias para determinar seu nível de atividade.

Destas, apenas nove realmente demonstraram evidências clínicas de atuação significativa – a malva entre eles. No mesmo ano, um estudo indiano encontrou uma série de componentes que seriam os responsáveis por esta atuação no corpo humano.

cha-de-malva

Imunidade fortalecida

A quantidade de componentes antioxidantes e anti-inflamatórios da malva é creditada por sua capacidade de fortalecer o sistema imunológico. Mais especificamente, elas fortalecem a atuação das células brancas no sangue. Desta forma, tornam-se mais eficientes na identificação e destruição de agentes patógenos no organismo.

Tratamento de condições respiratórias

Se você busca uma solução natural para congestões e problemas nas vias respiratórias, a utilização de malva pode ser uma ótima ideia. Além de sua capacidade expectorante, capaz de descongestionar as vias, sua ação anti-inflamatória diminui inchaços e dores, acelerando a cura dos tecidos danificados.

Renovação celular

Um estudo alemão demonstrou o que o extrato da raiz da malva é capaz de estimular a regeneração celular. Este efeito foi observado na pele humana – mais especificamente na camada epitelial. Uma das principais vantagens deste efeito está no fato de ele não promover uma proliferação excessiva. Desta forma, é possível obter regeneração sem riscos aumentados de mutação.

Problemas digestivos

Para quem costuma ter dificuldade de com questões intestinais, a malva pode ser uma solução. Ela atua contra a constipação, diminuindo o desconforto através de sua ação laxante. O consumo oral das folhas e sementes, especialmente em chás, costuma ser a forma mais eficiente de consumo, neste caso.

Tratamentos para o sono

Muitas pessoas tem dificuldade de pegar no sono e precisam recorrer a medicamentos. A malva pode ser uma solução natural, com menos efeitos colaterais para relaxar o corpo e a mente. Ela pode auxiliar a garantir um sono de qualidade sem a necessidade de soluções farmacêuticas.

Cuidados necessários no consumo de malva

Embora não seja um risco para a saúde, há diversas comprovações de que a planta interage com vários tipos de medicamentos. Por isso, se você consome algum remédio regularmente, recomenda-se perguntar sobre a segurança de consumir a malva no seu caso.

Veja também:

Leave a Reply