Macela: usos e benefícios

Muitas vezes, você pode cruzar por pés de macela na estrada e simplesmente encará-la como uma erva daninha. Sua cor amarelada e seu aspecto pouco chamativo a tornam uma planta comumente menosprezada, apesar de seus inúmeros benefícios para a saúde.

A macela – ou marcela – é capaz de crescer em diversos tipos de solo, mesmo em condições adversas. Tão versátil quanto sua habilidade de crescer, é sua capacidade de lidar com problemas de saúde variados.

Trata-se de uma planta native da América do Sul, bastante comum no Brasil. Possui pequenas flores brancas com centro amarelado e pequenas folhas serrilhadas. Seu principal uso ocorre com a planta seca, podendo-se aproveitar flores, folhas e caules.

planta-macela-cha

Utilizações da macela

Em função de sua alta versatilidade, a macela é protagonista de diversos estudos para a saúde. Tradicionalmente, a planta era utilizada para tratar problemas digestivos – desde constipações, até dores localizadas.

No Peru, o chá era utilizado para tratar bronquites e tosses desde os tempos antigos. Já na Argentina, é comum a utilização da infusão para o tratamento de asma e de sintomas dolorosos da menstruação. Em alguns lugares, ainda, estima-se que a planta tenha potencial afrodisíaco, e capacidade de lidar com os sintomas da diabetes tipo II.

Além de chás e infusões, pode-se fazer aplicações tópicas da planta. Pastas e extratos podem ser aplicados diretamente sobre os locais com dores e inchaços, aproveitando-se de sua capacidade analgésica. Muitas pessoas com artrite ou artrose utilizam a planta para aliviar os sintomas.

Há, ainda, efeitos calmantes que podem ser aproveitados na macela, especialmente para combater a insônia.

Benefícios para a saúde

Entre os principais benefícios da macela para a saúde, destacam-se:

Propriedade antioxidantes

Propriedades antioxidantes são importantes em ervas benéficas para a saúde. Componentes antioxidantes combatem a presença e a atuação de radicais livres no corpo. Isso previne diversas doenças degenerativas, além de evitar mutações celulares. Por isso, pode-se atribuir, até mesmo, potencial de prevenção contra o câncer no corpo.

Ação anti-inflamatória

A ação anti-inflamatória da macela permite que ela seja utilizada no tratamento de problemas como artrite, artrose e gota. Além de diminuir os inchaços e inflamações, sua ação analgésica auxilia a conviver com os sintomas dolorosos que estas doenças podem causar.

Propriedades antimicrobianas

Outro benefício típico de ervas poderosas é seu potencial antimicrobiano. Com a macela, não é diferente. Neste caso, antimicrobiano é um sinônimo de capacidade de prevenção de infecções. Isso torna a planta essencial para prevenir o agravamento de lesões.

Problemas no fígado

Por ser um diurético, a macela promove a atividade dos rins e fígado, o que elimina a toxicidade no organismo. Desta forma, substâncias tóxicas que potencialmente lesionem o órgão serão eliminadas rapidamente do corpo.

Cólicas e problemas digestivos

O tratamento de problemas digestivos é uma das formas mais antigas de utilização da macela – possivelmente, desde antes da chegada dos colonizadores no continente. Seus componentes promovem o funcionamento adequado dos intestinos, evitando a constipação e as dores que podem surgir destas condições.

12469551_1070175876360868_786122186678208282_o

Efeitos analgésicos

Outro conhecido efeito da planta é seu potencial analgésico. Tanto sua aplicação tópica quanto sua ingestão são capazes de diminuir dores diversas. Isso é especialmente útil em união à propriedade anti-inflamatórias para lidar com dores nas juntas – em geral, causadas por inflamações. Desta forma, ela atua diretamente sobre a causa e sobre os efeitos da condição.

Veja também:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *