Ipecacuanha: usos e benefícios

A ipecacuanha é uma planta nativa do Brasil, o que a torna razoavelmente acessível por aqui. Suas raízes eram utilizadas pelos povos nativos para lidar com envenenamentos, induzindo o vômito. Curiosamente, este mesmo uso era feito em hospitais e clínicas até algumas décadas atrás.

Atualmente, especialmente com o desenvolvimento da homeopatia, a ipecacuanha passou a ser utilizada para outras finalidades. Trata-se de uma das plantas típicas da homeopatia brasileira, embora não seja a este tipo de aplicação que a ipecacuanha se resume.

Ela possui a capacidade de lidar com diversos sintomas de condições como asma, bronquite, dores de cabeça e enxaquecas. Além da versão homeopática, pode-se aproveitar a planta em chás e suplementação em pó.

396b678faf2bd9acb76202a34e3585f355ab07c2_480px

Benefícios à saúde

Entre os principais benefícios da ipecacuanha para a saúde, destacam-se:

Efeito diurético

O efeito diurético da planta é um de seus pontos chaves no tratamento de problemas no trato urinário. Este efeito diminui inchaços, retenção de líquidos e favorece a atividade dos rins, diminuindo as chances infecções urinárias.

Além disso, uma planta com efeito diurético é capaz de diminuir a concentração de toxinas no corpo. Com o tempo, isso significa que os riscos de lesões a diversões órgãos do corpo são diminuídos, garantindo maior segurança para o organismo.

Anti-inflamatório e antimicrobiano

Outra qualidade da ipecacuanha é sua mescla de propriedades anti-inflamatórias e antimicrobianas. Com sua ingestão, garante-se uma taxa menor de riscos de desenvolvimento de doenças, especialmente no trato digestivo e urinários. Não há evidências de que estes efeitos sejam aproveitados em outras partes do corpo, como em um caso de artrite, por exemplo. Para isso, ainda são necessários maiores estudos.

Náusea, vômito e irritações gastrointestinais

A relação entre o funcionamento da ipecacuanha e o trato digestivo é bastante curiosa. Como mencionado anteriormente, sua principal utilização, durante anos, foi a indução do vômito em pessoas envenenadas.

Isso era feito através da ingestão de grandes doses a planta de uma única vez. Isso obrigava o organismo a repelir este agente possivelmente nocivo, expulsando as toxinas presentes no trato digestivo.

No entanto, em função de sua capacidade anti-inflamatória e antimicrobiana, a ipecacuanha também auxilia para evitar este tipo de problema. O segredo está na dosagem. Se altas doses levam ao vômito, pequenas concentrações reduzem inflamações e evitam infecções, garantindo que os intestinos funcionem corretamente, sem interferência de condições bacterianas nocivas para a saúde.

Anemia

A alta presença de ferro na planta estimula a produção de hemácias – as células vermelhas do sangue. Em outras palavras, isso quer dizer que as células receberão maior nível de oxigenação, funcionando com mais energia e nutrientes. A boa presença de células vermelhas no sangue evita a anemia, que é a condição onde elas tornam-se mais escassas.

Asma

Outra utilização comum da ipecacuanha por povos nativos era para o tratamento de asma e bronquite. Este benefício é aproveitado com os efeitos expectorantes da planta – especialmente em usos tópicos ou inalação através de vaporizações. O efeito expectorante estimula a retirada do muco nas vias respiratórias, evitando a presença de organismos potencialmente nocivos para a saúde.

ipeca_2

Cuidados e possíveis efeitos colaterais

O cuidado mais importante com a ipecacuanha pode parecer óbvio, mas não raramente é ignorado de forma quase completa. O maior risco na sua utilização está associado a dosagens exageradas. Nestes casos, a indução a vomitar é garantida – o que é um problema para quem possui um trato digestivo sensível, ou simplesmente não deseja o efeito.

Nestes casos, recomenda-se consultar alguém experiente, para garantir uma dosagem adequada. A maior dificuldade ao se consumir a ipecacuanha, é obter apenas os efeitos benéficos para a saúde.

Mulheres grávidas devem evitar seu consumo, pois a planta é potencialmente abortiva, quando consumida em grandes quantidades.

Veja também:

Leave a Reply