Gatária: bem-estar para felinos e humanos; descubra as razões

Ela proporciona bem-estar aos felinos e aos humanos também. E mais: a Gatária é uma das daquelas plantas medicinais com utilidades muito diversificadas.

Conhecida no meio científico por Nepeta cataria, é usada na medicina caseira para combater ansiedade, catapora, bronquite, dor de cabeça… O artigo de hoje está apenas começando. Vamos lá!

A Gatária é empregada ainda em alergias, amenorreia, artrite, cólica, diarreia, sarampo, soluço, urticária, dispepsia, dismenorreia, deslocamentos e contusões.

A fama da Nepeta cataria é resultante principalmente das ações que ela provoca nos gatos. Graças a uma substância chamada nepetalactona, os efeitos principais são: relaxamento, alívio de espasmos musculares e tensões.

A erva, que pertence à família das Lamiaceae (mesma da hortelã-pimenta), é aproveitada na medicina alternativa como antibacteriano. Popularmente, é chamada também de erva-gato, erva-dos-gatos, bálsamo do campo e erva de gato.

Suas propriedades medicinais fazem dela uma opção para aliviar dor de dente ou cabeça, ao mastigar as folhas frescas da planta.

A folha é a parte utilizada na produção de diversos remédios naturais – da compressa quente para contusões ao chá utilizado para aliviar cólica menstrual, catarro, prisão de ventre, e à pomada que serve para hemorroidas.

A Gatária é considerada perfeita para amenizar irritação no couro cabeludo, bastando para isso enxaguar os fios com uma espécie de solução preparada com as folhas da planta fervidas em água. O líquido pode ser aplicado frio ou morno.

Há quem recorra à erva-dos-gatos para obter efeito calmante, combater dor de estômago intensa, inflamações, alergias; aliviar tensão muscular e nervosismo, sendo que, nos dois últimos casos, a planta é utilizada em banhos medicinais.

Existe uma receita de chá de Gatária disponível na internet que sugere usar 5 gramas da erva desidratada e 1 xícara de chá de água. Os ingredientes devem ser fervidos juntos por aproximadamente 3 minutos. Em seguida, o fogo precisa ser desligado para a bebida esfriar, tampada.

Por fim, é só coar e adoçar, de preferência com mel, se você não conseguir ingerir o chá puro. Esta dica é apontada como solução para reduzir dor de estômago.

Já outros preferem ferver a Gatária em água para, com ajuda de uma toalha aquecida, fazer uma compressa – útil em desconfortos causados por contusões e deslocamentos.

Atenção: este post tem função de informar. Não substitui consulta e prescrições médicas. Plantas medicinais podem ter contraindicações e interações medicamentosas. Consulte sempre um naturopata ou fitoterapeuta e seu médico antes de começar qualquer tratamento.

Importante: a erva de gato é contraindicada para crianças, gestantes e lactantes. Somente as folhas devem ser aproveitadas medicinalmente, pois suas raízes são tóxicas.

Gatária: curiosidades sobre esta planta medicinal

Além dos motivos já falados sobre a relação entre felinos e a Gatária, outra razão do sucesso da erva com os bichanos é que ela parece agir como afrodisíaco e causador de uma certa euforia.

Diz-se ainda que o cheiro da planta é parecido com os dos feromônios que os gatos produzem. Mas a reação prazerosa proporcionada pelo vegetal nos peludos dura cerca de duas horas. Depois, os gatinhos voltam ao seu “estado normal”.

Uma curiosidade extra sobre a Nepeta cataria diz respeito à origem de seu nome, que remete à Nepeti, cidade romana onde a erva era cultivada.

Falando em colheita, o interessante é que a erva só é retirada quando seu cheiro alcança o nível máximo. Então, flores e folhas são desidratadas com todo o cuidado para que o odor seja conservado.

Como se não bastasse toda a versatilidade da Gatária como remédio caseiro, sabia que ela também pode ser usada como tempero? Suas folhas jovens servem para criar molhos e compor saladas; cozidas ou assadas com carnes, deixam os alimentos com um sabor diferenciado.

Hum… Deu até vontade de experimentar… Seja para ajudar na saúde ou na cozinha, pelo jeito a Gatária tem tudo para não passar despercebida!

Até a próxima!

Leave a Reply