Estragão: usos e benefícios deste tempero aromático à sua saúde; confira aqui

Ele brilha na culinária francesa e em várias outras no mundo todo. E ainda pode ajudar emagrecer e combater diabetes. Vem comigo que eu conto tudo – e mais um pouco – sobre o versátil Estragão, um vegetal que cai bem em diversos pratos e é medicinal.

As folhas do Estragão podem ser usadas secas ou frescas, dependendo do local em que é encontrado. Normalmente, quem está longe de áreas de plantio aproveita a erva ressecada.

Na gastronomia, o ideal é colocar a planta somente na finalização de receitas quentes, para que seu sabor adocicado e levemente picante possa dar um toque especial aos preparos salgados.

O gostinho que lembra o da erva-doce é indicado principalmente para aromatizar sopas, carnes, azeites e vinagretes. Também confere frescor a legumes e picles conservados.

Chamada de estragão francês ou erva dragão, essa aromática de sabor delicado como o do anis é utilizada para produzir remédio caseiro contra cólica menstrual, menstruação irregular e má digestão após refeições gordurosas e/ou volumosas.

No caso de cólicas menstruais, geralmente é feito o chá de Estragão com 5 gramas de suas folhas em uma xícara de água fervente. Depois de deixar descansar por 5 minutos, abafada, a receita está pronta para ser coada e consumida.

Atenção: este post tem função de informar. Não substitui consulta e prescrições médicas. Plantas medicinais podem ter contraindicações e interações medicamentosas. Consulte sempre um naturopata ou fitoterapeuta e seu médico antes de começar qualquer tratamento.

Importante: quanto a contraindicações, o Estragão não deve ser consumido por gestantes ou na suspeita de gravidez, uma vez que promove a contração uterina e tende a causar aborto.

Muito comum na Europa, Américas e norte da Ásia, o Estragão ganhou fama principalmente depois de passar a ser ingrediente de um molho com nome chique, o Béarnaise.

Para você saborear deliciosos alimentos com o Estragão, pode plantá-lo em vasos ou jardineiras, colocando terra adubada e mantendo a drenagem do solo.

Basta reservar um cantinho com luz solar moderada, regar constantemente (sem encharcar) a planta, e pronto! Ah! As sementes são fáceis de encontrar até em supermercados.

Assim, você pode aproveitar os benefícios nutricionais e medicinais do Estragão. Um deles, descrito na internet, é que o tempero é capaz de combater resistência à insulina. É o que sugere pesquisa feita na Universidade do Estadual da Louisiana, nos Estados Unidos.

Lembrando que o excesso deste hormônio é ligado ao ganho de peso e, em longo prazo, aumento crônico do açúcar no sangue.

Estragão: mais usos, propriedades e história

Artemísia dracunculus ou Estragão é uma herbácea perene em tom verde- escuro que chega a, no máximo, 1 metro de altura; apresenta talos estreitos com folhas lanceoladas divididas em três pontas e flores minúsculas – que na verdade nem sempre surgem, mas quando existem são amarelas e formam cachos.

Oriunda do continente asiático, faz parte da família da Artemísia. A planta, que conta com ações digestiva, depurativa, vermífuga, carminativa e estimulante, pode ser encontrada em mercados, algumas farmácias de manipulação e lojas de produtos naturais.

Os princípios ativos responsáveis por suas propriedades são cumarina, taninos, flavonoides e óleo essencial.

Eles estão presentes nas folhas, para fazer chá, temperar alimentos ou compor saladas. O vegetal é usado, inclusive, no preparo de mix de ervas, com intenção de reduzir o consumo de sal.

Há dois tipos de Estragão: o francês ou verdadeiro e o russo ou falso. Provavelmente, o verdadeiro surgiu do russo por causa de uma “falha genética”, ficando com aroma mais intenso.

A planta é utilizada na China desde de, pelo menos, o ano 2.000 a.C., de acordo com primeiros registros históricos. Com o tempo, foi sendo incorporada à cozinha de árabes, e levada por estes até os europeus.

Na culinária francesa, o Estragão é ingrediente importante na mistura fines herbes, da qual fazem parte também a salsa, cebolinha e o cerefólio.

E você, já usou o Estragão em alguma receita medicinal ou culinária? Deixe seu comentário!

Até o próximo post…

Leave a Reply