Borragem: veja as propriedades medicinais do óleo desta planta

Borragem é o apelido da planta Borago officinalis, além do nome do óleo extraído dela. Considerada fonte natural mais rica em ácido gama-linoleico (GLA) – de 17 a 25% da sua composição-, essa variedade, com certeza, merece um artigo todinho só para ela. É o que você vai ver agora!

O ácido gama-linolênico do óleo de Borragem é encontrado em algumas plantas comestíveis em quantidades pequenas. O GLA existe nos vegetais de folhas verdes e certas nozes – e também pode ser passado por meio do leite materno para o bebê.

A importância do GLA está no fato de ele, após absorvido pelo organismo, virar prostaglandinas. Com isso, ajuda o sistema imunológico, minimiza sintomas de doenças autoimunes e combate inflamações.

Também auxilia no tratamento de enfermidades na pele e na redução da tensão pré-menstrual e cólicas, entre outros problemas inflamatórios. Tudo isso, além da propriedade antioxidante, faz do óleo de Borragem uma opção natural interessante principalmente para as mulheres.

Algumas utilizam o produto para aliviar incômodos como estresse, erupções na pele, sensibilidade nas mamas e ansiedade, típicos do período que antecede a menstruação, além do combate à endometriose e até para favorecer o aumento na produção de leite materno.

Outras recorrem ao azeite de Borragem para diminuir os efeitos desagradáveis da menopausa, tais como excesso de suor e ondas de calor. O composto natural pode ser empregado ainda no climatério, o período anterior à menopausa, proporcionando mais conforto.

Quanto aos distúrbios cutâneos, tudo indica que o óleo de Borragem é útil porque o GLA teria demonstrado poder de corrigir as deficiências nos lipídios provocadas por níveis insuficientes de atividade de um composto chamado delta-6-dessaturase.

Uma breve explicação, para você entender melhor: se nossa pele não sintetiza óleos protetores em quantidade ideal, ocorre a desregulação da imunidade, elevando os riscos de inflamações e respostas imunes. Dessa maneira, podem aparecer diversos problemas, inclusive eczema.

Um detalhe importante sobre a ação anti-inflamatória é que o GLA encontrado no óleo de Borragem é um ácido graxo poli-insaturado (PUFA). Sabe-se que, além dos resultados contra inflamações e na saúde como um todo, ele também age nos mecanismos antienvelhecimento.

Atenção: este post tem função de informar. Não substitui consulta e prescrições médicas. Plantas medicinais podem ter contraindicações e interações medicamentosas. Consulte sempre um naturopata ou fitoterapeuta e seu médico antes de começar qualquer tratamento. O óleo de Borragem pode apresentar efeitos adversos.

Borragem: conheça seu rico óleo

O ácido gama-linoleico encontrado na planta Borago officinalis costuma ser utilizado na medicina caseira para tratar dores causadas pela artrite reumatoide, em especial se usado junto com analgésicos convencionais e remédios anti-inflamatórios.

E mais: o GLA do óleo de Borragem é capaz de favorecer a perda de peso, pois tende a inibir o acúmulo de gordura corporal, quando comparado a outros azeites vegetais refinados.

Como se não bastassem todas as funções e vantagens citadas anteriormente, o óleo obtido das sementes de Borragem também conta com propriedades antimutagênicas e antioxidantes.

Em outras palavras, o composto está associado ao combate à proliferação de células cancerosas. Uma pesquisa em laboratório teria demonstrado seu poder de diminuir a vida útil das células tóxicas e de prolongamento da vida das saudáveis.

Por este motivo, a suplementação de óleo de Borragem tende a ser indicada para ajudar proteger o DNA e, ainda, inibir o câncer, naturalmente, uma vez que pode reduzir o dano genético oxidativo – este leva ao surgimento de inflamações e ao desenvolvimento da doença.

Como você viu, a planta Borragem fornece um óleo repleto de benefícios, muitos deles ainda baseados em indícios. Então, eu não poderia ir embora sem lembrar: antes de introduzir qualquer suplemento na sua dieta, converse com um profissional capacitado.

Cuide-se! Até breve…

Leave a Reply