Banho vital, seus benefícios para o corpo

Também conhecido como semipúcio, o banho vital é um tratamento hidroterápico para vários benefícios à nossa saúde.

 

Diferente do banho genital, o banho vital consiste em um banho de assento feito com a combinação da água quente e fria. Esse banho é capaz de proporcionar ao organismo um melhor condicionamento com efeitos preventivo e terapêuticos ao nosso corpo.

 

O banho vital é realizado em temperatura fria na região do baixo ventre; já nos pés, a água é mantida em temperatura quente.

 

Para que serve o banho vital

 

Uma das funções básicas da hidroterapia feita através da água em temperaturas elevadas é o relaxamento. Os benefícios da água fria, por outro lado, são o despertamento. O banho genital, sendo uma combinação dessas duas temperaturas, irá trazer outros benefícios mais específicos, dentre eles, a reestruturação do sistema nervoso e imunológico.

 

Além disso ele também irá agir favoravelmente na circulação sanguínea, além de trabalhar em favor do metabolismo. Outro benefícios do banho vital é favorecer o regulamento térmico do corpo, e a sua ação é poderosa para a eliminação de toxinas e todas as substâncias nocivas que estão em nosso organismo.

 

Benefícios do banho vital

 

Este é um banho revitalizante – como o próprio nome sugere – e atua com benefícios em alguns órgãos como intestinos (prisão de ventre) e nervos.  Ele também é um forte auxiliar no combate ao alcoolismo esgotamento nervoso, cansaço, estresse, enxaquecas de origem digestiva, acelaração do metabolismo, eliminação de toxinas, etc.

 

Esse banho também a promove a reestruturação do sistema nervoso e imunológico, além de agir favoravelmente na circulação sanguínea. Para quem está em estado febril esse banho pode ser muito benéfico, uma vez que ele favorece a regulação térmica do corpo.

De forma geral, o banho vital pode ser usado em casos de:

  • constipação intestinal crônica
  • retenção urinária
  • febre interna
  • esgotamento nervoso
  • inflamações do abdômen
  • pressão arterial baixa
  • indisposições e cansaço excessivo
  • prolapso de bexiga
  • hemorroidas
  • doenças do ovário como mioma uterino e cisto
  • estados febris

 

banho vital

 

Como fazer o banho vital

 

Esse banho pode ser feito em uma bacia de tamanho grande, banheira ou bidê e um balde.

A bacia maior, que será utilizada para a pessoa se sentar, deverá ser cheia de água em temperatura fria. No balde, destinado à pessoa colocar os pés, a temperatura da água colocada dever ser quente, a cerca de 380.

 

Ao mesmo tempo, a pessoa que irá fazer o banho vital deverá sentar-se na bacia e colocar os pés no balde de água quente.

 

Com o auxílio de um pano macio ou uma toalha, a pessoa deverá fazer vários movimentos, atingindo a região genital até chegar à altura do umbigo. Esses movimentos devem ser feitos repetidas vezes. A cada vez que se repete essa sequência de movimentos, deve alterar a rotação dos mesmos. Ou seja, os movimentos devem ser ora no sentido horário, ora no sentido anti-horário.

 

Aconselha-se que nesse banho, o tórax seja agasalhado de alguma forma, sendo coberto com uma blusa ou lençol.

 

A duração desse banho deve ser de 15 a 20 minutos. Ao término do banho, os pés devem ser molhados em água fria e, depois disso, a pessoa deve agasalhar-se muito bem. Se quiser, pode se deitar coberto com um cobertor.

 

 

 

Quem pode fazer o banho genital

 

Não há contra indicações para o banho genital. No entanto, alguns cuidados devem ser tomados.

 

A mulher em seu período menstrual ou gestação deve evitar o banho genital durante esses períodos. Pessoas com problemas de pressão arterial, anemia, algum tipo de fraqueza ou mesmo idososidosa poderão fazer o banho, porém, com o cuidado de fazê-lo com temperaturas mais amenas, ou seja, nem muito frias e nem muito quentes. Nesses casos, o tempo do banho também não deve ser muito demorado.

 

Considerações importantes

 

Esse banho deve ser feito em local fechado, sem nenhuma corrente de ar.

Os movimentos de fricção devem ser suaves, a fim de não danificar a pele.

Um dos efeitos esperados é que ocorra reação circulatória na região friccionada.

Gostou do nosso artigo? Compartilhe com seus amigos nas redes sociais

 

Related Post

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *